História

A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) surgiu em 1948 por iniciativa do Prof. Carlos Baeta Neves, em resposta ao apelo do poeta Sebastião da Gama, aquando da destruição da Mata do Solitário na Arrábida.

Em 1947, o poeta envia o seu primeiro alerta e pedido de ajuda ao Eng. Miguel Neves, aquando do início da destruição da mata, para utilização da madeira para um forno de cal. Ao tomar conhecimento da situação, o Prof. Baeta Neves (que então dava aulas no Instituto Superior de Agronomia (ISA)), interveio impedindo a destruição da mata. Um ano depois, é fundada a LPN, sendo que a carta de Sebastião da Gama era sempre referida pelo seu fundador, Prof. Baeta Neves, como origem da LPN:

"Senhor Engenheiro Miguel Neves.
Socorro! Socorro! Socorro! O José Júlio da Costa começou (e vai já adiantada) a destruição da metade da Mata do Solitário que lhe pertence. Peço-lhe que trate imediatamente. Se for necessário restaure-se a pena de morte. SOCORRO!
"
(Sebastião da Gama, 1947)

Desde então, a LPN tem mantido contactos permanentes com as universidades e outras instituições cientí­ficas de âmbito nacional e internacional, onde conta com numerosos colaboradores, associados, representantes, técnicos e investigadores.

A actual sede da LPN foi doada em 1976 pela família Freire de Andrade.

É de realçar que, ao longo da sua história, a LPN contribuiu decisivamente para a criação de várias áreas Protegidas, nomeadamente:


[Entrevista ao Prof. Carlos Baeta Neves, realizada em 25 de Julho de 1973, por altura das comemorações dos 25 anos da LPN - Liga para a Protecção da Natureza. - Vídeo produzido no âmbito das comemorações dos 60 anos da LPN.]
- Parque Nacional Peneda-Gerês (1971),
- Parque Natural da Arrábida (1976),
- Reserva Natural do Estuário do Sado (1980),
- Reserva Natural da Serra da Malcata (1981),
- Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (1988).

Após a criação das áreas Protegidas, a LPN sempre colaborou activamente na sua gestão e conservação através da participação em Comissões e Conselhos Técnicos.

No historial de atribuição de prémios e condecorações à LPN, incluem-se:

- Em 10/6/1994 foi condecorada com a Ordem do Infante Dom Henrique pelo Presidente da República, Dr. Mário Soares;

- Em 1994/5 o Projecto da LPN "Conservação da Avifauna das Estepes Cerealíferas de Castro Verde" recebeu o Prémio Europeu Ford de Conservação;

- Em 28/7/1998 foi condecorada com a Ordem do Mérito pelo Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio;

- Em 1999, o Projecto "Centro de Demonstração para a Gestão Integrada e Sustentável dos Recursos Hídricos", desenvolvido numa das reservas da LPN, em Castro Verde ganhou o Prémio Milénio Sagres Expresso;

- Ainda em 1999, foi atribuído à LPN o Prémio "Aboim Sande Lemos - Identidade Portuguesa 1999" da Sociedade Histórica da Independência de Portugal;

- Em 2001, o Projecto-piloto de Combate à Desertificação no Baixo Alentejo, foi o vencedor do Prémio Ford para a Conservação do Ambiente na categoria Engenharia Conservacionista;

- Em 2002, o Projecto Recuperação do Peneireiro-das-torres em Portugal, ganhou o Grande Prémio Nacional dos Prémios Ford Motor Company para a Conservação e Ambiente e da categoria Meio Ambiente Natural;

- em 2005, no âmbito da EXPO 2005 do Japão, o Programa Castro Verde Sustentável da LPN recebeu o Prémio Global 100 Eco - Tech que visou premiar as 100 melhores tecnologias ambientais que contribuem significativamente para a resolução de problemas ambientais globais e para a criação de um futuro sustentável;

- em 2008, a LPN recebeu o Prémio European Environment and Soil Management Award, promovido pela European Landowners Organization com o alto patrocínio da Comissão Europeia, com a candidatura “Soil Recovery in a Rural Threatened Ecosystem in Portugal: an example with potential to disseminate amongst the Mediterranean área”;

- em 2008, a LPN foi igualmente galardoada no âmbito do Energy Globe Award 2007 - Prémio Nacional para Portugal (apoiado pelo Parlamento Europeu), com o projecto “Sustainability of Nature Conservation in Portuguese Farming Areas”, pelas actividades desenvolvidas em Castro Verde;

- em 2009, o Projecto LIFE Peneireiro-das-torres recebeu o Prémio Europeu Best LIFE-Nature Projects 2008, atribuído pela Comissão Europeia, em Bruxelas;

- em 2010, recebeu o Prémio "Mediterranean Honorific Award" com a candidatura "Sinergias para a conservação de aves estepárias em Castro Verde (Portugal)", no âmbito do Programa Castro Verde Sustentável;

- em 2011, o projecto “Recuperação do Habitat do Lince - ibérico no Sítio Moura/Barrancos” (2006/2009) foi distinguido pela Comissão Europeia como um dos 6 “Melhores entre os Melhores Projectos LIFE da Europa”;

- em 2013, a LPN recebeu uma Menção Honrosa, no âmbito do Prémio Land for Life Award da UNCCD (Convenção de Combate à Desertificação das Nações Unidas);

- em 2013, a LPN foi galardoada com o Prémio “Dryland Champion Portugal 2013”, atribuído pela UNCCD (Convenção de Combate à Desertificação das Nações Unidas);

- em 2013, a LPN conquistou o 2º lugar no âmbito do Prémio ‘CAP Communication Awards 2013’, na categoria ‘Communication to stakeholders’ da Comissão Europeia (Direcção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural), com o projecto "Disseminação de boas práticas para a biodiversidade na aplicação de compromissos agro-ambientais", realizado em parceria com a CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal e financiado pelo Programa da Rede Rural Nacional;

-em 2013, o Projecto LIFE Estepárias recebeu o Prémio Europeu Best LIFE-Nature Projects 2013, atribuído pela Comissão Europeia, em Bruxelas.

A LPN é membro da The World Conservation Union (IUCN), do European Environmental Bureau (EEB), do Conselho Ibérico para a Defesa da Natureza (CIDN), do Mediterranean Information Office for Environmental Culture and Sustainable Development (MIO - ECSDE), do Seas at Risk (SAR) e do European Union for Coastal Conservation (EUCC) e membro do Conselho Consultivo Regional das Águas Sul e Ocidentais (CCR- S).