Aconteceu

O ordenamento é importante. As opções de desenvolvimento do interior ainda o são mais!

Este debate está inserido no Ciclo de Debates "Floresta e Incêndios Florestais – Incertezas e Verdades", organizado pela LPN com o apoio da Caixa Geral de Depósitos e a colaboração da Ordem dos Engenheiros.





14 DEZEMBRO | O ORDENAMENTO É IMPORTANTE. AS OPÇÕES DE DESENVOLVIMENTO DO INTERIOR AINDA O SÃO MAIS!


18H às 20H | CULTURGEST | SALA 2

Os fogos têm vindo a expor as debilidades em matéria de ordenamento do território. Temos muitos planos mas raramente os cumprimos. Depois, temos tido Políticas de Desenvolvimento que tem aprofundado as desigualdades e originado uma crescente desertificação, em todos os sentidos, do interior. Bastará fazer mais planos ou corrigir os existentes ou é urgente mudar as opções de política, designadamente quanto ao investimento público nas áreas rurais e interiores do nosso País. E quanto à floresta? Não estarão em causa muitos dos pressupostos base ou usuais do ordenamento florestal?


Sessão de abertura
Boas-Vindas por representante da Caixa Geral de Depósitos *
Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas
Presidente da Liga para a Protecção da Natureza, Tito Rosa

*A confirmar


Moderador CARLOS RIO DE CARVALHO
Engenheiro Florestal. Sócio-Gerente da ERENA e Secretário geral da Associação IBERLYNX. Especialista em ordenamento e gestão florestal e também em cinegética sustentável. Vasta experiência em matéria de concepção e gestão prática de planos e programas de gestão e ordenamento florestal e de cinegética.

Participantes

JOÃO GUERREIRO
Ex-Reitor da Universidade do Algarve, Doutorado em Ciências Económicas, especialista em questões de Ordenamento, e Ambiente. Teve a elevada responsabilidade de coordenar a Comissão Técnica Independente, designada pela Assembleia da República, para promover a avaliação das causas dos incêndios e recomendar medidas urgentes e estruturais.

JOÃO CORDOVIL
Licenciado em Economia. Especialista em questões de ordenamento do território e desenvolvimento regional é ainda um vasto conhecedor das questões rurais e da gestão de territórios desertificados. Foi Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e responsável pela gestão da Herdade da Contenda, um dos ativos públicos mais relevantes  na área florestal e da conservação da natureza.

JOÃO PAULO CATARINO
Ex-Presidente da Câmara de Proença-a-Nova tem vasta competência na área florestal e de gestão da prevenção dos fogos, sendo um grande impulsionador do conhecimento e da melhor gestão da floresta no interior. Atualmente é o Coordenador da Unidade de Missão para a Valorização do Interior.


PROGRAMA (pdf)


INSCRIÇÕES GRATUITAS e OBRIGATÓRIAS para geral@lpn.pt | 217 780 097


Mais informação sobre o CICLO DE DEBATES "FLORESTA E INCÊNDIOS FLORESTAIS – INCERTEZAS E VERDADES" aqui.





Apoio




Colaboração