As idades de Tróia: de Acalá ao turismo do século XXI. A presença humana sempre moldada pelo património natural
Evento:

Já aconteceu

Ação em regime b-learning

Sessão online com recurso à Plataforma Zoom e saída de campo em Tróia

Duração

6h

Horário

18 de julho (online) das 18 h às 19h | 20 de julho (presencial) das 8h às 13h

Local

Tróia

ADIADO COM NOVA DATA A CONFIRMAR

 

18 e 20 de julho de 2024

  • 18 de julho (online) das 18 h às 19h
  • 20 de julho (presencial) das 8h às 13h

 

 

A península de Tróia, tanto possui uma história recheada em acontecimentos, (na Lusitania romana foi um dos grandes centros industriais de preparação e salga de peixe) como constitui uma formação costeira particularmente sensível, com ecossistemas dunares e zonas húmidas fundamentais do ponto de vista ecológico e ambiental. Trata-se de um território natural único mas que não ficou imune às pressões que se fazem sentir na orla costeira. Nas últimas décadas tanto foi designada como área protegida como área de desenvolvimento turístico. Está assim num dilema entre o aproveitamento produtivo do espaço natural e a manutenção do seu património, natural e cultural.

 

Nesta ação de formação iremos não só conhecer a origem e evolução deste território, e do seu património natural que integra elevados valores ambientais, como também a sua ocupação humana e as ameaças à integridade ecológica através do desenvolvimento urbanístico, turístico e imobiliário em curso e projetado.

 

 

FORMADOR

Francisco Andrade, Professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Investigador do Centro de Ciências do Mar e Ambiente (MARE)

 

 

 

METODOLOGIA

A ação será efetuada em regime misto desdobrada em duas ações:

  • A primeira sessão – módulo Ionline com recurso à plataforma virtual Zoom da LPN onde se irá efetuar uma abordagem introdutória de enquadramento e caraterização ambiental da península de Tróia, das pressões naturais e antrópicas em jogo.
  • A segunda sessão - módulo II – parte presencial que consiste numa caminhada numa visita com um percurso ao longo das margens estuarinas e marinha, observação dos povoamentos presentes, da sua dinâmica e estruturação e caraterização “in situ” das ameaças associadas à atividade antrópica e das opções de gestão do território.

 

 

PERCURSO

Damos início ao nosso evento na marina de Tróia pelas 8h30. Aí iniciaremos o nosso trajeto pela praia ao longo da margem esquerda do Sado, até à embocadura da Caldeira, ao longo de uma secção de Tróia criada pelo Homem há cerca de 6 séculos.

Já na Caldeira, aproveitando a maré, poderemos ver e compreender a laguna e a sua importância ambiental observando as ruínas romanas (até ao Séc. II) e a ocupação posterior – estalagem (Séc. XVII) sobre a qual foi construído o “palácio Sottomayor” (Transição Séc. XIX/XX), discutindo um pouco da origem e evolução da margem estuarina da península;

 

De regresso ao atual núcleo central de Tróia (pela margem da Caldeira agora), atravessaremos a parte N da ZEC PTCON0011-Estuário do Sado (rede Natura 2000) e passaremos pelo abrigo para morcegos construído em 2005.

Daí, atravessaremos o sistema dunar até à margem marinha de península, pelo passadiço do Bico-das-Lulas, observando a evolução do campo dunar em direção ao oceano através da formação de cordões dunares incipientes, paralelos à diireção predominante da praia emersa. Observaremos toda a sequência ecológica que se tem vindo a estabelecer no novo território, resultante do crescimento natural do sistema ao longo dos últimos c. de 70 anos, e a forma como este tem vindo a ser ocupado pelo desenvolvimento turístico da península, desde os anos 70 do Séc. XX até ao presente.

 

Salientando-se a importância da conservação de espécies e habitats naturais sensíveis e suas ameaças, propõe-se realizar atividades na natureza durante um percurso pedestre em Tróia, reconhecendo a relação entre o património natural e a ocupação humana. num contexto que aproxima os cidadãos e a Escola ao seu ambiente local, de acordo com a Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA), Estratégia Nacional de Conservação da Natureza e Biodiversidade 2030, Referencial de Educação Ambiental para a Sustentabilidade e pressupostos do perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória, em especial com os princípios da Sustentabilidade e valores de Cidadania e Participação.

 

 

OBJETIVOS

  • Salientar a importância da conservação das zonas húmidas e dos ecossistemas dunares.
  • Reconhecer e identificar alguns aspetos e ameaças que perturbam o equilíbrio ecológico da Península de Tróia.
  • Averiguar algumas das problemáticas que afeta a gestão do território da península de Tróia.
  • Conhecer a sucessão dos acontecimentos Geológicos no tempo e no espaço.
  • Analisar a ocupação humana e as opções de gestão do território efetuadas e  futuras na Península de Tróia.
  • Divulgar a importância do património natural e cultural da Península de Tróia.
  • Observar e identificar espécies e habitats com especial valor conservacionista e a problemática das espécies invasoras.
  • Formar professores para a prática do trabalho de campo, contemplando as componentes pedagógica e científica.
  • Proporcionar recursos úteis e diversificados aos professores para que possam realizar atividades e saídas de campo interdisciplinares em Tróia como um laboratório natural para estudo e construção de recursos didáticos;
  • Observar os valores ambientais in situ.
  • Complementar a saída de campo com as tecnologias digitais na análise do percurso e identificação de espécies.   

 

 

REGIME

N.º de horas presenciais – 5h

N.º de horas online síncrona – 1h

Ação em regime b-learning – sessão online com recurso à Plataforma Zoom e saída de campo em Tróia.

 

 

LOCAL DE INÍCIO

Início e fim: Marina de Tróia (Atlantic Ferries - Tróia Norte)

Ponto de encontro pelas 8h30

 

Coordenadas: 38.494451, -8.900926

 

 

 

 

Cais de embarque em Setúbal (partida do Catamarã da Atlantic Ferries pelas 8h15 com destino à marina de Tróia)

Coordenadas: 38.52081, -8.88935

 

Nota: O local de embarque em setúbal é o do Catamarã com destino à marina de Tróia e não o do Ferry.

 

 

 

 

PÚBLICO-ALVO

Professores. Cidadãos em geral. Associados/as da LPN.

 

 

NOTAS

  • Levar farnel, água, chapéu, óculos e protetor solar.

 

 

INSCRIÇÃO até dia 15 de julho

Associado/a da LPN*: 27€

Não Associado/a da LPN*: 37€

 

*Não inclui o valor da viagem do Catamarã entre Setúbal e Tróia. Quem venha de barco/catamarã o valor a pagar pelo bilhete de viagem entre Setúbal/Tróia é de 9,10€.

 

Esta ação pode ser acreditada para os docentes como ação de curta duração de 6h pelo Centro de Formação da LPN. A LPN é uma entidade formadora acreditada com o registo CCPFC/ENT-NI-0175/21. Se for professor/a, no ato da inscrição indicar a escola, nível de ensino que leciona, número de identificação BI/CC e o grupo de recrutamento.

 

 

  • Eventos
  • Formações

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

© 2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt