Pela proteção do solo na Europa!

Iniciativa de Cidadania Europeia "People4Soil", uma causa que coloca lado a lado cientistas, agricultores, consumidores, ambientalistas, urbanistas e população em geral pela proteção dos solos da Europa.

A LPN é uma das organizações que apoia a iniciativa People4Soil, uma rede aberta de ONGs Europeias, institutos de investigação, associações de produtores e grupos ambientais, unidos pela preocupação com o aumento da degradação dos solos, tanto a nível Europeu como global.

 

Anunciada ao grande público a 22 de setembro de 2016, em Turim (Itália), a iniciativa conta no seu arranque com o surpreendente apoio de 350 organizações de 26 Estados Membros da UE, sendo que em Portugal, para além da LPN, estão envolvidas a Quercus A.N.C.N. (coordenadora da iniciativa ao nível nacional), a AGROBIO, a COPADONORDESTE - Cooperativa de Produtores Agrícolas, a OIKOS - Cooperação e Desenvolvimento, a SPCS - Sociedade Portuguesa de Ciência do Solo e a Associação TRANSCUDANIA.

 

O que se pretende?

Que a Europa reconheça o solo como um bem comum. Pressionar as instituições Europeias a adotar legislação específica para a proteção do solo, fixando princípios e regras para serem cumpridas pelos Estados Membros. Que a Europa reconheça o solo como um bem comum essencial para a vida e que assuma a gestão sustentável do solo como prioridade.

 

Porquê?

Pela falta evidente de políticas europeias e regulamentos nacionais para garantir uma proteção adequada dos solos. Pela inexistência de programas de recuperação coerente dos solos e de regulamentação comum para evitar a sua poluição.

As instituições europeias falharam em implementar uma verdadeira política de solos, que dê garantias da proteção dos solos para as gerações vindouras. A proposta para uma Diretiva-Quadro dos Solos foi retirada de cima da mesa em 2014, após oito longos anos de oposição de um bloco minoritário de Estados Membros. E as políticas da UE existentes noutros setores não são suficientes para garantir um nível adequado de proteção para todos os solos na Europa.

 

Ameaças que afetam a quantidade e qualidade do solo

A erosão, a construção e impermeabilização, a perda de matéria orgânica, a compactação, a salinização, os deslizamentos de terras e a contaminação, que resultam em impactos negativos na saúde humana, na segurança alimentar, nos ecossistemas, na biodiversidade, no clima e na economia dos países.

 

Saiba mais sobre este tema, leia o Comunicado de Imprensa conjunto das organizações portuguesas signatárias desta iniciativa.

 

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt