2022

O Estudo em consulta pública apresenta alguns elementos que valorizamos positivamente, nomeadamente:

  • a defesa do regadio eficiente e a sua promoção nos investimentos previstos para reabilitação de regadios existentes (588M€).
  • as intervenções previstas no âmbito do reforço da segurança das barragens existentes.

 

No entanto, a apreciação que fazemos é globalmente negativa, nomeadamente por não equacionar a limitação da expansão dos regadios face aos impactes ecológicos que se prevê que esta venha a causar, e face à crescente limitação dos recursos hídricos disponíveis. A falta deste pressuposto base de análise é tanto mais grave quanto, dada a hierarquia das restrições em situações de seca e/ou escassez (conforme consta do Plano de Prevenção, Monitorização e Contingência para Situações de Seca), os agricultores serão dos primeiros a verem limitado o acesso à água.

 

Aceda ao documento aqui.

 

14 de janeiro de 2022

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt