O lince-ibérico (Lynx pardinus)

 

O Programa Lince tem como principal objetivo assegurar a conservação e a gestão a longo prazo de áreas com habitat Mediterrânico adequado ao lince-ibérico (Lynx pardinus) em Portugal.

 

A Liga para a Protecção da Natureza, em parceria com a organização internacional Fauna & Flora International (FFI), lançou, em 2004, o Programa Lince, que conta com a participação e o apoio técnico e científico de um grupo composto pelos principais especialistas nesta espécie em Portugal.

 

 

Lince-ibérico; fotos por Carlos Nunes

 

 

"O Lince-Ibérico"

O lince-ibérico é considerado o felino mais ameaçado do mundo e o único considerado Criticamente em Perigo pela União Internacional para a Conservação da Natureza - UICN. 

 

Durante o século XX a distribuição desta espécie sofreu um acentuado declínio que teve como consequência a redução e o desaparecimento de algumas das suas populações, ficando estas cada vez mais dispersas e afastadas. Este declínio deveu-se sobretudo a dois factores: a regressão da sua principal presa, o coelho, como resultado de doenças virais (mixomatose, febre hemorrágica), abandono das práticas agrícolas tradicionais e algumas práticas cinegéticas desadequadas; e a perda e deterioração do seu habitat, os matagais e bosques Mediterrânicos, nomeadamente devido à sua substituição por plantações de espécies florestais exóticas e/ou de crescimento rápido (ex. eucalipto, pinheiro-bravo), à construção de grandes infra-estruturas (ex. barragens, estradas) e aos recorrentes incêndios florestais. Outros factores como a morte não natrural (ex. atropelamentos, furtivismo), doenças (ex. tuberculose bovina) e perturbação nas áreas de reprodução representam sérios desafios à actual sobrevivência da espécie.

 

Este conjunto de ameaças levou a que, segundo as investigações mais recentes, actualmente a população total de lince-ibérico esteja reduzida a cerca de 200 indivíduos adultos, conhecendo-se actualmente apenas duas populações reprodutoras em Espanha, ambas na Andaluzia, nas regiões da Serra Morena Oriental e de Doñana. Em Portugal, apesar de actualmente não serem conhecidas populações reprodutoras da espécie, ocorrem registos esporádicos, alguns dos quais de animais provenientes de populações espanholas à procura de novos territórios. Foi o caso do último registo, obtido em 2010 (passados 9 anos do anterior registo) na região de Moura / Barrancos, uma das áreas de intervenção do Programa Lince. 

 

O lince-ibérico é uma espécie emblemática, que já foi alvo de campanhas para reconhecimento da situação da espécie em Portugal (ex. Campanha LPN/ICN "Salvemos o Lince e a Serra da Malcata"- primeira campanha de sensibilização sobre o lince-ibérico). Trata-se do único grande mamífero carnívoro endémico da Península Ibérica e o mais ameaçado da Europa. Só uma intervenção urgente poderá travar o seu processo de extinção e evitar o primeiro desaparecimento de um felino na Europa nos últimos 2000 anos.

 

A LPN e a Lisboa Editora produziram, em 2010, o vídeo "O Lince-Ibérico". Este vídeo sobre um dos felinos mais ameaçados do mundo, pretende sensibilizar a população em geral e em particular a escolar para as particularidades do lince-ibérico, os riscos a que está sujeito e as medidas que estão a ser realizadas para a sua recuperação.

 

Parte I

 

Parte II

 

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt