Sistemas de informação e monitorização da biodiversidade marinha das Áreas Classificadas do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina                                           MARSW

 

 

 

 

 

A operação MARSW irá desenvolver um sistema de informação e monitorização da biodiversidade marinha, nas áreas classificada do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que permitirá monitorizar o estado de conservação das espécies e habitats que aí ocorrem.

 

 

MARSW | POSEUR-03-2215-FC-000046

 

 

Objetivo Principal

Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

 

Região de Intervenção

Área Marinha Protegida do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

 

Entidade Beneficiária

Liga para a Protecção da Natureza

 

Data de aprovação 23-12-2016


Data de início 24-03-2017


Data de conclusão 31-01-2020

 


Custo total elegível 1 051 891,92 EUROS    


Apoio financeiro da União Europeia 894108,13 EUROS

 

 

Objetivo

O projeto MARSW irá desenvolver um sistema de informação e monitorização da biodiversidade marinha, na área marinha do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, também classificada no âmbito da Rede Natura 2000 como Sítio de Importância Comunitário da Costa Sudoeste, que permitirão monitorizar o estado de conservação das espécies e habitats que aí ocorrem. O resultado final será um Geoportal (SIMARSW) e modelos de monitorização que serão uma base forte de informação para uma gestão e conservação adequadas desta área classificada a longo prazo. 

 

O projeto pretende dar resposta aos seguintes objetivos específicos: 

  1. Criação e implementação de sistemas integrados de informação sobre a biodiversidade marinha e costeira, assegurando a sua interoperabilidade com outros sistemas existentes ou em implementação;
  2. Desenvolvimento e implementação de modelos de monitorização do estado de conservação das espécies e habitats naturais protegidos e da Rede Natura 2000, incluindo a avaliação dos seus limites no mar;
  3. Obtenção de conhecimento científico para apoio à utilização sustentável dos recursos e gestão das áreas classificadas;
  4. Contribuição para a consolidação do Sistema de Informação do Meio Marinho;
  5. Criação, compilação e harmonização de cartografia física e biológica de habitats naturais marinhos;
  6. Definição de um plano de comunicação, com o desenvolvimento de conteúdos e ações de comunicação e informação sobre a biodiversidade marinha, relacionados com a operação, junto das comunidades, agentes e operadores locais e público em geral, com implementação a nível regional e nacional.

 

Descrição

O projeto MARSW, irá desenvolver um sistema de informação e monitorização que permita responder às necessidades de avaliação periódica dos objetivos de gestão e ordenamento da área marinha classificada do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e Sítio de Importância Comunitário da Costa Sudoeste) e às necessidades de conhecimento da distribuição da biodiversidade e dos habitats definidos na Diretiva Habitats, bem como da avaliação periódica do seu estado de conservação.

 

O conhecimento do estado de conservação das espécies e habitats e da eficácia dos planos de gestão e ordenamento são centrais para o suporte de decisão e de gestão, nomeadamente aquando da avaliação e adaptação de medidas de gestão, revisão periódica de planos de ordenamento, conhecimento e definição de locais representativos dos habitats e espécies a proteger, e propostas de alargamento dos limites de áreas classificadas, bem como para informar os seus utilizadores e poder envolvê-los na sua gestão.

 

Para isso, numa primeira fase do projeto pretende-se recolher e sintetizar informação científica que permita responder às necessidades descritas acima. Após o reconhecimento da informação disponível e das lacunas existentes, e de um mapeamento dos habitats e da biodiversidade marinha, será desenvolvido e testado um sistema de monitorização para obter a informação necessária para responder às necessidades já elencadas. 

 

Posteriormente, toda a informação recolhida será disponibilizada num sistema de informação que permita a interoperabilidade com outros sistemas e com o Sistema Nacional de Informação do Meio Marinho (SNIMAR, http://www.snimar.pt/index.php).

 

Paralelamente, serão desenvolvidos esforços no sentido de harmonizar as abordagens metodológicas a aplicar no PNSACV com o(s) processo(s) associado(s) a outras duas áreas marinhas, nomeadamente as áreas classificadas do Litoral Norte e da Arrábida.

 

O projeto irá desenvolver-se nas seguintes ações:
Ação 1. Sistema de Informação Marinho e cartografia de habitats prioritários e da biodiversidade marinha 
Ação 2. Modelo de monitorização de espécies e habitats marinhos 
Ação 3. Gestão de recursos marinhos 
Ação 4. Comunicação e informação sobre a biodiversidade marinha 
Ação 5. Harmonização metodológica dos sistemas de informação e monitorização

  • Entidade Beneficiária

    LPN - Liga para a Protecção da Natureza
  • PARCEIRO INSTITUCIONAL

    ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas
  • COFINANCIAMENTO

    POSEUR Portugal 2020 UE

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt