Nome comum | Cabra-montês, Íbex-ibérico

 

Nome científico | Capra pyrenaica

 

Tipo de ocorrência | Residente, endémica da Península Ibérica

Estatuto de conservação na Península Ibérica | Pouco Preocupante (LC)

Estatuto de conservação em Portugal | Criticamente em Perigo (CR)

Descrição

A cabra-montês, também conhecida como Íbex-ibérico, é uma das espécies de bovídeos do género Capra, que apresenta um acentuado dimorfismo sexual, à semelhança de muitos outros bovídeos. As fêmeas têm cerca de 1,20 metros de comprimento e pesam entre 30 e 40 quilogramas. Tem cornos bastante curtos e parecem-se com uma cabra doméstica. Os machos podem chegar a ter 1,48 metros de comprimento e a pesar cerca de 100 quilogramas. Os cornos do macho são muito grossos e podem chegar a ter o triplo do comprimento dos das fêmeas.

A cor e comprimento da pelagem varia conforme a época do ano, tornando-se mais comprida e acinzentada no inverno. Depois da mudança de pêlo entre abril e maio, a cor passa a castanho, com manchas escuras nas partes inferiores das patas.

 

Habitat

A espécie ocorre em zonas montanhosas rochosas, florestas e matos temperados, pastagens naturais e artificiais, terrenos agrícolas e plantações envolventes. A presença humana pode condicionar o uso de áreas preferenciais de alimentação.

 

Distribuição

Esta espécie já esteve presente em todas as regiões montanhosas da Península Ibérica e, nos últimos séculos, as populações sofreram um forte decréscimo. Nos finais do século XIX, a cabra-montês extinguiu-se em Portugal e, no início do século XXI, a sua área de distribuição ficou reduzida às regiões montanhosas no Centro e Sul de Espanha.

Como resultado de algumas ações de reintrodução desta espécie no norte de Espanha, a partir de 1999 registou-se a presença da espécie na serra Amarela e na serra do Gerês.

Estes animais observados em Portugal pertencem assim a uma população transfronteiriça de cabra-montês, que em território nacional não ultrapassa os 50 indivíduos. O aumento do número de indivíduos e a presença de crias confirmam a reprodução na Natureza dos exemplares reintroduzidos.

 

Número de crias

A cabra-montês tem uma única ninhada por ano, normalmente com uma cria por fêmea, embora possa ocorrer o nascimento de gémeos. O período de gestação costuma prolongar-se por cinco meses.

 

Longevidade

Em média, as fêmeas vivem 22 anos e os machos 15 anos.

 

Dieta

Estes animais alimentam-se de gramíneas e plantas lenhosas, como por exemplo folhas de carvalhos. Algumas das plantas que servem de alimento à cabra-montês: azinheira, azevinho, zimbro, aderno, piorno, urzes, alecrim e silvas.

 

Curiosidades

  • A cabra-montês consegue escalar escarpas de montanhas e viver a elevadas altitudes;
  • Durante a época de reprodução, os machos enfrentam os rivais com golpes da cabeça para definir quem merece a posição mais alta na hierarquia. Só o vencedor acasalará com as fêmeas do seu grupo.
  • Durante o inverno, conseguem escavar na neve para encontrar alimento.

 

Ameaças

As principais ameaças a esta espécie incluem a alteração e a fragmentação do habitat, nomeadamente pela ação do fogo, a baixa variabilidade genética, a competição com outras espécies de ungulados (mamíferos com cascos) domésticos e silvestres e a captura ilegal. O sobrepastoreio também pode representar uma potencial ameaça, por gerar perda de habitat e constituir veículo de transmissão de doenças.

Dado que os indivíduos que ocorrem em Portugal integram uma população transfronteiriça, a preservação desta população só será possível através de uma correta articulação de atuação entre Portugal e Espanha. Entre as medidas a desenvolver, algumas das mais urgentes são a remoção das cabras domésticas em pastoreio livre e dos cães assilvestrados do espaço serrano. A fiscalização com o objetivo de evitar as capturas ilegais constitui também uma medida de prevenção muito importante para a preservação da espécie no nosso país.

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

© 2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt