2018

A LPN celebra no dia 28 de julho de 2018 o seu 70º aniversário.


Esta é uma data marcante não só na história da própria Associação, mas também do Ambiente em Portugal, pois a LPN é a mais antiga Organização Não Governamental de Ambiente da Península Ibérica, o que justificou a homenagem do dia 28 de julho ter sido instituído em 1998 como o Dia Nacional da Conservação da Natureza.

 

 

As comemorações do 70º Aniversário da LPN - LIGA PARA A PROTECÇÃO DA NATUREZA irão arrancar no dia do seu aniversário, 28 de julho, com uma iniciativa que irá decorrer no Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho da LPN, em Castro Verde (Programa).

 


De acordo com Eugénio Sequeira, Presidente da Direção Nacional da LPN, “Esta primeira iniciativa em Castro Verde dará o arranque das celebrações dos 70 Anos da LPN, que contará com diversos eventos que irão decorrer até 28 de julho de 2019 e com os quais pretendemos dar o mote para um maior debate sobre o Ambiente e a Conservação da Natureza em Portugal” (Programa).

 


Eugénio Sequeira refere ainda que “com este Programa de Comemorações dos 70 anos da LPN pretende-se também promover uma descentralização das iniciativas, com propostas em todas as regiões de Portugal continental e aprofundar diagnósticos locais e regionais, incluindo alguns locais que fazem também parte da história da LPN”.

 


É importante recordar que a LPN é a mais antiga Organização Não Governamental de Ambiente da Península Ibérica, com a sua fundação a 28 de julho de 1948, numa altura em que Portugal atravessava um dos períodos mais sombrios da sua história e que falar de ambiente representava uma ameaça.

 


Nas três décadas iniciais, fruto da conjetura que se vivia, o trabalho da LPN centrou-se essencialmente em trabalho académico e científico, com inúmeras pesquisas e os primeiros inventários do património natural, que foram a base fundamental para a 1ª Lei da Conservação da Natureza em 1970 e a criação de várias Áreas Protegidas. Entre estas destaca-se a classificação do Parque Nacional da Peneda Gerês, em 1971, e do Parque Natural da Serra da Arrábida, em 1976.

 


Este trabalho teve depois continuidade na definição da Rede Natura 2000 (Rede Europeia de Espaços Protegidos) em Portugal.
Também na educação, a LPN teve e continua a assumir um papel relevante na formação e informação da opinião pública, fomentando o gosto e o interesse pela natureza, pela defesa e valorização do património natural e pela responsabilização dos cidadãos face ao Ambiente.

 


Decorrente da história da LPN, na comemoração do 50º aniversário da LPN, em 1998, o Governo Português instituiu o dia 28 de julho como o Dia Nacional da Conservação da Natureza, tendo em consideração que a LPN é a primeira e a mais antiga associação de defesa do ambiente criada em Portugal, e sendo a sua atividade de inquestionável mérito técnico e científico, e de grande importância na conservação do património natural, da diversidade das espécies e dos ecossistemas.

 


O Dia Nacional da Conservação da Natureza ser celebrado na data de fundação da LPN homenageia também o movimento associativo de defesa do ambiente, através de uma das suas mais prestigiadas instituições, e pretendeu criar um momento anual de especial reflexão sobre os problemas da conservação da natureza em Portugal e no mundo.

 


Ao longo destes 70 anos de história, a LPN tem contribuído para importantes marcos na história do ambiente e da conservação da natureza em Portugal. Mas apesar dos passos importantes que se deram, Portugal ainda enfrenta muitos desafios no ambiente e no desenvolvimento sustentável.

 


Não é, por isso, de estranhar que neste Dia Nacional da Conservação da Natureza, a LPN destaque como prioritárias as seguintes seis áreas que necessitam de atuação urgente em Portugal:

  1. Resolver o subfinanciamento crónico da conservação da natureza;
  2. Propor alternativas à falta de gestão da conservação em geral e das áreas classificadas em particular, face à crise atual da biodiversidade num cenário de Mudança Global;
  3. Propor soluções de gestão da água e proteção das zonas húmidas;
  4. Acompanhar a política conservacionista em meio marinho;
  5. Contribuir com soluções de ordenamento viável de mosaicos de floresta e do montado e de outros sistemas extensivos com habitats semi-naturais;
  6. Construir exemplos replicáveis de compatibilização da agricultura com a conservação da natureza, evitando a perda de solo, água e ar de qualidade, privilegiando um ordenamento melhor e os sistemas extensivos ricos em diversidade do mundo natural.

 

 

Cientes do papel que os cidadãos continuam a ter para um planeta mais sustentável, a LPN irá efetuar neste Dia Nacional da Conservação da Natureza em que se comemora o seu 70º Aniversário um especial agradecimento aos seus Associados mais antigos. Assim, efetuar-se-á a entrega de Louvores aos Associados que há mais de 35 anos integram esta Associação de Ambiente, com especial destaque para os que já completaram mais de 50 anos de Associados.

 

 

Informação sobre o Dia Nacional da Conservação da Natureza aqui.

 

 

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt