A LPN no BIOBLITZ - MOITA

Fotografia: Pimelia sp.

 

 

A LPN esteve envolvida na organização de mais um BioBlitz promovidos pela Biodiversity4all e SIMARSUL no  Sítio das Marinhas, na Moita.


Na zona ribeirinha da Moita, onde as antigas salinas, sapais, caniçais e lodos envolventes albergam uma diversidade de espécies importantes para o equilíbrio de um património natural a preservar identificaram-se diferentes espécies de flora, insectos, aves aquáticas e macroinvertebrados aquáticos.


Numa manhã e tarde de domingo, identificaram-se cerca de 55 espécies em mais de 82 observações tendo-se constatado a importância e o papel dos estuários, nomeadamente o do Tejo, como fonte de alimento e habitat a uma gama variada de organismos com um papel determinante na cadeia alimentar.


Numa zona maioritariamente classificada como Reserva Ecológica Nacional, junto ao Centro de Interpretação Ambiental, no Sítio das Marinhas, as antigas salinas, sapais, caniçais e zonas envolventes são um exemplo dessa importância de um património natural que urge preservar.


Logo pela manhã, no local, avistavam-se na proximidade do Centro de Interpretação colorindo as antigas salinas ou os sapais um número variado de aves aquáticas, como por exemplo os Colhereiros, Patos Reais, Pernilongos, Borrelhos Grandes de Coleira e outros, que quase poisavam para podermos tirar umas fotos, numa região onde as plantas do sapal conferem uma produtividade biológica maior ainda do que de uma floresta tropical.

 

Sítio das Marinhas – Moita.

 

Perplexos, íamos avistando, não muito longe, a futura área de intervenção do projetado futuro aeroporto do Montijo interrogando-nos sobre o previsível impacto na biodiversidade e ambiente na zona…


Com essa perspetiva de perturbação lá íamos descobrindo novas espécies com a ajuda dos especialistas que nos chamavam a atenção para algumas espécies que grande parte dos cidadãos não sabiam sequer da sua existência. É o exemplo da mosca-drone (Eristalis tenax), que quase nos leva a pensar ser uma abelha pois não só se assemelha em termos de aparência como tem um comportamento de voo e modo de alimentação similar à base de néctar e pólen. 

 

Mosca – drone (Eristalis tenax)

 

 

Um Bio Blitz é uma atividade que procura medir a biodiversidade de um local, pela contagem das espécies existentes! Esta atividade de ciência cidadã tem um propósito científico útil, mas é também um momento lúdico e de aprendizagem para os participantes. Com a ajuda de especialistas, estes eventos contribuem não só para se conhecer o território e a biodiversidade como também são um contributo importante para a Educação Ambiental e para a conservação do património natural.

 

Paulo Caetano, especialista de botânica.

 

Salicornia fruticosum

 

Colhereiro (Platalea leucorodia). Estatuto de Conservação – Vulnerável. Fotografia de Cristina Luís.

 

Fotografia de esquerda: Inês Cardoso – macroinvertebrados bentónicos. Fotografia da direita: Hediste diversicolor. Fotografia de Cristina Luís.

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt