Carta das ONGs pelo Restauro da Natureza

LPN junta-se a ONGs Europeias para conseguir metas objetivas para a nova lei sobre restauro da Natureza.

 

Estamos no meio de uma sexta extinção em massa com espécies a desaparecerem a mais de 100 vezes o ritmo natural, com consequências desastrosas para o nosso clima, a nossa saúde, e o nosso bem-estar. Proteger o que resta é necessário, mas não chega. Também precisamos trazer a natureza de volta. Precisamos restaurá-la. A nossa sobrevivência pode depender disso.

 

Lembramos que no início do ano a LPN juntou-se a outras ONGs para exigir que a natureza em toda a União Europeia (UE) fosse restaurada através de uma forte lei de restauro da natureza. Pedimos o seu apoio através de uma campanha e em abril alcançámos, coletivamente, as 100 mil assinaturas.

 

Hoje damos mais um passo neste processo.

A LPN junta-se ao European Environmental Bureau (EEB) e a mais de 150 outras ONGs de Ambiente por toda a Europa no envio de uma carta ao Vice-presidente Executivo da Comissão Europeia Frans Timmermans e ao Comissário da União Europeia pelo Ambiente Viginijus Sinkevičius manifestando a sua preocupação sobre a ambição da Nova Lei da UE de Restauro da Natureza, que está nas fases finais de preparação pela Comissão Europeia.

 

Estamos convictos que o elemento-chave para tornar esta legislação o mais ambiciosa, adequada e eficaz possível é a definição de metas claras e mensuráveis ​​para a área de terra, comprimento de rios e área do mar a restaurar. Tal como acontece com a Lei do Clima, é indispensável ter um objetivo global robusto e compreensível para a UE, abrangendo os objetivos específicos de cada ecossistema (e espécies), para conseguir mobilizar a ação dos Estados Membros na escala necessária. Metas objetivas facilitam o acompanhamento dos contributos individuais dos Estados Membros, garantindo assim o cumprimento atempado dos objetivos a nível da UE.

 

É por isso que defendemos como meta global restaurar pelo menos 15% da área terrestre da UE, do comprimento de rios e da área marinha até 2030.

Isso significaria o restauro de 650.000 km2 em terra, 1.000.000 km2 de área marinha da UE e 178.000 km de rios.

 

Leia a nossa carta aqui

Continue a acompanhar-nos neste objetivo!

 

 

 

O poder do coletivo

No dia-a-dia, recorremos muitas vezes a insetos sociais como as formigas ou à abelha-do-mel para explicar às nossas crianças o poder do esforço coletivo. Não nos percecionamos como um exemplo de uma espécie social, em que também a soma das nossas pequenas ações resulta em grandes feitos, que desencadeiam mudança.

Se a assinatura que por vezes lhe pedimos parece pouco, veja por via deste exemplo o quanto ela é importante para nós. Somos a soma das partes. Graças a si somos agora mais de 100 mil pessoas e mais de 150 ONGs de Ambiente a lembrar os decisores, nossos representantes, que estamos informados sobre o preocupante estado da Natureza na União Europeia e que sabemos qual o caminho que queremos e que precisamos seguir.

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt