Colinas de Lisboa

Fotografia: Jardim Braamcamp Freire - Bela Sombra (Phytolaccca dioica).

 

 

 

No dia 24 de outubro efetuámos uma visita virtual a um local cheio de história, numa viagem encantada ao mundo da Geologia, flora e ocupação humana por Lisboa, em especial na Colina de Santana.


Pelas ruas antigas, praças e jardins de Braancamp Freire e Torel este itinerário surpreendeu-nos pela riqueza das espécies botânicas que viajaram de todos os continentes, algumas delas classificadas, como também pela possibilidade, de mesmo em ambiente urbano, tanto nas fachadas dos edifícios, como nos muros, ou em afloramentos poder-se ter acesso à Geologia da cidade. Numa viagem pelo património natural e cultural de Lisboa, exploração efetuada dos recursos geológicos e pelas transformações que a cidade teve ao longo da sua história, especialmente num itinerário virtual entre a Igreja de S. Domingos junto ao Rossio e o Campo Mártires da Pátria.

 

A ação online contou com a participação do Engº Jorge Sequeira do Museu Geológico de Lisboa/LNEG e de Rui Queirós do ICNF- Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas articulando-se o conhecimento do património natural com o cultural e criando-se ferramentas pedagógicas que permitem ultrapassar alguma da insegurança científica que poderá eventualmente ocorrer nos docentes em itinerários urbanos e em espaços verdes urbanos. Todos nós que vivemos em cidades nos lembramos de brincar e de frequentar os “jardins de infância”. Ao conhecermos com uma nova perspetiva, através de propostas de atividades interdisciplinares nos espaços verdes das cidades e em itinerários urbanos, fomentamos um maior envolvimento e respeito velos valores naturais e culturais da cidade propiciando uma maior sentido de lugar. Dessa forma, embora efetuada esta ação de formação numa viagem virtual devido às restrições impostas pelo Covid 19, ficou o desafio para quando a pandemia passar, podermos efetuar estes trajetos urbanos de forma presencial pois pensamos que essa perspetiva do lugar e de aprendizagem pode contribuir para uma educação ambiental para a sustentabilidade.

 

 

Jardim do Torel – Palmeira do Senegal (Phoenix reclinata).

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt