Educar para a biodiversidade no solo

O Solo é muito mais que o substrato físico onde crescem as plantas, ou um local onde se implantam fundações para uma construção. Ele é o lar de um quarto das espécies do planeta, e onde a vida começa e acaba.
Como vivem escondidos no solo, esses organismos são esquecidos. No entanto, são essenciais para a produção de alimentos, regulação do clima, purificação da água, redução da contaminação dos solos e até, para a descoberta de medicamentos, entre outras funções. Do equilíbrio da biodiversidade do solo dependem muitas outras formas de vida, incluindo a humana.


Educar para o solo é tornar visível um mundo invisível fervilhante de vida.

 

 

Biodiversidade do solo - Author: Christopher Marley in: Sate of Knowledge of Soil Biodversity (FAO).

 

 

No dia 8 de março, o Centro de Formação Ambiental da LPN promoveu um workshop em formato online com o tema “Educar para a Biodiversidade do Solo – Um Mundo Escondido aos nossos pés” dinamizada pelo professor destacado na LPN.

 

Tendo como principais objetivos capacitar para o desenvolvimento de competências específicas para a temática dos solos e biodiversidade, identificaram-se alguns dos seres vivos do solo e suas inter-relações, salientando-se a importância da manutenção da biodiversidade do solo para a saúde do planeta bem como das ameaças resultantes das pressões e atividades humanas.

 

Enquadrando-se em mais de metade da Agenda 2030 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, e em todos os eixos prioritários da Estratégia Nacional de Educação Ambiental, o Workshop salientou a importância que tem o incremento de ações de Educação Ambiental sobre a temática da biodiversidade dos solos e da gestão sustentável dos solos.

 

Contando com a participação de professores e participantes interessados na temática, foi salientado o papel que a LPN tem dedicado à temática da Conservação do Solo, através da Agricultura Sustentável na Reserva da Biosfera de Castro Verde, bem como de diversas iniciativas desenvolvidas de compostagem e vermicompostagem. No workshop foi desenvolvida a temática da vermicompostagem salientando-se o papel importante que as minhocas vermelhas têm de na manutenção de um solo saudável por serem “engenheiros do ecossistema”.

 

Descrevendo-se as principais comunidades dos seres vivos do solo, e suas funções nas teias alimentares do solo, no workshop, os participantes aperceberam-se da enorme diversidade de seres vivos e de vários aspetos curiosos, como por exemplo seres vivos fantásticos, como os “ursinhos de água” – tardígrados, que conseguem sobreviver em temperaturas inferiores a 270ºC e inferiores a 150ºC, sendo resistentes ao vácuo e a radiações cósmicas.

 

Não obstante, tornar-se fácil envolvermo-nos com a beleza de uma paisagem, ou com animais carismáticos, como um panda ou um lince, com os seres vivos do solo as coisas passam-se mais despercebidas, (a não ser por alguém ligado à temática, um naturalista ou especialista) até porque eles estão na sua maior parte escondidos ou não se conseguem observar a olho nú. Contudo, para além do seu valor intrínseco, a biodiversidade tem um papel fundamental nas funções do solo, nos bens e serviços dos ecossistemas.

 

Sendo a Educação Ambiental uma prática interdisciplinar, o workshop demonstrou que para além da abordagem feita pelas disciplinas científicas, a biodiversidade do solo é motivo de apreciação estética. Através da beleza dos organismos, das  variedades de formas, cores e padrões é um agente inspirador para a arte, cultura e design.

 

 

Biodiversidade do solo - Author: Christopher Marley. in: Sate of Knowledge of Soil Biodversity (FAO).

 

 

Biodiversidade do solo - Author: Christopher Marley. in: Sate of Knowledge of Soil Biodversity (FAO).

 

 

O enorme crescimento da investigação científica e de métodos de estudo disponíveis para o estudo dos organismos do solo, colocou a biodiversidade do solo no centro das políticas internacionais sendo fundamental para o sucesso da recentemente declarada Década das Nações Unidas da Restauração dos Ecossistemas (2021-2030). Torna-se assim essencial, a abordagem e o incremento de ações concretas sobre a temática da Educação para Biodiversidade e Conservação dos Solos pela qual, a realização deste workshop pretendeu responder.

 

É comum dizer-se “longe da vista, longe do coração”, mas a Natureza apenas revela a face visível para nós, e essa, é apenas uma pequena parte, em massa e diversidade, da vida que pulula no nosso planeta. O solo constitui o maior reservatório de biodiversidade do Planeta. É assim imperativo tornar-nos defensores dos seres vivos do solo e promover mais ações de educação ambiental nesse domínio. Não é uma interpretação passional, ou mesmo infantilizada e radical, é antes de mais nada, uma questão ligada à nossa sobrevivência.

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt