Educar para as Alterações Climáticas

Setembro foi o mês de lançamento das ações online da LPN de formação de professores. Face á pandemia resultante do COVID 19 a ação de formação teve como objetivo promover a educação ambiental recorrendo à partilha de investigação e de experiências inovadoras desenvolvidas pelas escolas e organismos que se envolveram conjuntamente em projetos relacionados com a Educação para as Alterações Climáticas.


Contando com o dinamismo do moderador Ruben Oliveira, membro da Direção Nacional da LPN, a sessão iniciou-se com as intervenções de Raquel Gomes do Instituto Gulbenkian da Ciência - Projeto Ciência + Cidadã, Cristina Pinho professora e coordenadora do Clube de Ciência Viva da Escola Secundária Sebastião José e Silva e Nuno Charneca CEO da Inovlabs que colabora ativamente com escolas e professores na implementação da educação STEM (Science, Technology, Engineering, Mathematics) através de processos tecnológicos.


Trabalhando em estreita colaboração os formadores divulgaram vários projetos direcionados e estimuladores de uma Cidadania ativa com participação pública em investigação científica, em suportes apelativos para a juventude atual e caraterizados por uma boa qualidade gráfica. Foi o caso do Bumble Bee Watch (proteção de polinizadores) e o “Projeto Árvore de Carbono” que pretende que haja uma cidadania mais participativa através da Ciência” sobre a importância da tecnologia de baixo custo para preparar cidadãos do futuro. Trata-se de um projeto interdisciplinar que privilegia a colaboração e cooperação da escola e cidadãos com institutos de investigação e universidades. Nesse projeto os cidadãos e jovens intervêm no controle da qualidade do ar colocando-os como agentes ativos de mudança. Todo o processo trabalhado em equipa e com professores de várias disciplinas obedece ao método cientifico através de problemas reais locais e globais, como por exemplo, um desafio de construção de uma estação de qualidade do ar recorrendo a tecnologia de baixo custo, com uma construção simples e de fácil compreensão.


Estes desafios estarão disponíveis no manual para o professor que serão posteriormente disponibilizados.


Seguidamente, Ana Barbosa do LNEC apresentou a investigação do projeto Bingo (logotipo da imagem apresentada) sobre as alterações climáticas com influência nos recursos hídricos, na qualidade do ar, no solo, na biodiversidade, na geologia e na geomorfologia, em especial na Lezíria do Tejo. Levantando questões de interesse para as populações envolventes, esse projeto ainda que com outro formato pode ser alargado a outras realidades e regiões valorizando-se a adaptação às Alterações Climática. Salientou-se a importância da investigação científica permitindo com o estudo de modelos a previsão de acontecimentos para o futuro próximo, em que a comunicação é um fator chave para um futuro mais promissor. Nesse projeto foi também interessante o desafio que foi lançado aos alunos das escolas da região, de forma a envolvê-los e a comprometê-los com a causa.

 

Manuela Malheiro e José Eduardo Ventura da Faculdade Ciências Sociais e Humanas Universidade Aberta professores respetivamente da Universidade Aberta e Faculdade de Ciências Socias e Humanas apresentaram um trabalho de investigação no âmbito de uma tese de doutoramento de Susana Moço. Evidenciando a importância de ferramentas pedagógicas como os jogos e gamificação, a investigação efetuada consta de um jogo didático numa linguagem acessível e num formato fácil de aplicar presencialmente e à distância. Esse jogo poderá ser utilizado em contexto de sala de aula com os alunos, de forma interativa, podendo mesmo a sua construção ser efetuada diretamente pelos alunos favorecendo o seu desenvolvimento afetivo, cognitivo e motor, sensibilizando-os e educando-os para a temática das Alterações Climáticas.


Todas estas abordagens dinâmicas de investigação, ferramentas e estratégias motivadoras que os formadores nos trouxeram inspiram os professores a desenvolver projetos e metodologias capacitando os alunos para uma cidadania ativa e para o cumprimento dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas e Estratégia Nacional de Educação Ambiental.

 

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt