Santa Casa da Misericórdia de Lisboa apoia Viveiro Pedagógico em Poiares


Neste início de ano, o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares deu mais um passo no seu percurso pela divulgação e preservação da Floresta Autóctone Portuguesa!

 

Como se de uma biblioteca ao ar livre se tratasse, é no recreio da Escola EB 2/3,S Dr. Daniel de Matos que desde há quatro anos vamos encontrar a Floresta Pedagógica de Poiares.

 

Com árvores características das várias regiões de Portugal continental e dispostas ao longo de um percurso, esta rara coleção de espécies sensibiliza alunos e docentes para a importância da preservação da floresta autóctone.

 

Ali podemos conhecer os pormenores de árvores que vão sendo cada vez mais escassas na floresta portuguesa, como é o caso do ulmeiro, do carvalho-alvarinho, da alfarrobeira, do carvalho-de-Monchique, do freixo, do zimbro, do amieiro, do teixo ou da bétula.

 

Com a ajuda de sinalética, podemos identificá-las e aprender a reconhecer as características dos seus troncos, folhas e flores. Uma aprendizagem próxima da natureza, fundamental para manter este património natural presente no saber e memória das nossas crianças e jovens.

 

Perante o sucesso desta iniciativa, numa parceria com a LPN e o município, o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares conseguiu agora alargar este seu projeto, com a criação de um Viveiro Pedagógico de espécies autóctones.

 

A oportunidade foi-nos dada pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa através de um projeto financiado pelo Fundo Recomeçar. Um importante apoio que permitiu adquirir um conjunto de ferramentas e equipamentos para a germinação de novas plantas.

 

Ao cuidado do dinâmico Clube ECO, essas plantas reforçarão agora a Floresta Pedagógica do recinto escolar e contribuirão para ações de reflorestação simbólicas noutros espaços do município com vista à divulgação e promoção da Floresta Autóctone.

 

Adicionalmente, este viveiro proporcionará aos alunos um maior contacto com a Natureza e a possibilidade de experimentação, aspetos fundamentais neste processo de aprendizagem.

 

 

Oficina do Viveiro Pedagógico com Clube ECO.

 


Para além de todos os materiais e plantas que agora constituem o Viveiro Pedagógico, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa também permitiu à LPN a dinamização de várias ações de educação ambiental dirigidas aos alunos deste agrupamento, nas quais pudemos falar sobre a importância das florestas no nosso dia a dia e a biodiversidade que nelas podemos encontrar.

 

 

Atelier Floresta & Biodiversidade.

 


Concluídos os objetivos deste projeto, a LPN vem por este meio agradecer ao Agrupamento de Escolas e ao município de Vila Nova de Poiares pelo seu dinamismo e empenho na promoção e divulgação da Floresta Autóctone, bem como à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa pelo seu apoio a esta iniciativa.

 

Subscreva a
nossa Newsletter

Se deseja receber informação atualizada sobre a LPN, por favor insira o seu email:

©2018 Liga para a Protecção da Natureza.

Powered by bluesoft.pt